Mensagens

ADORE A DEUS COM SEUS BENS

ADORE A DEUS COM SEUS BENS

Escrito por Edielson Rocha Batista | 04/07/2017

Provérbios 3:9-10  - "Honra ao Senhor com os teus bens, e com as primícias de toda a tua renda, e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão teus lagares".
Meu amado irmão, quando você é fiel, o Senhor está no controle das suas finanças.
Quando o irmão é infiel, e não entrega o dízimo e as ofertas ao Senhor, está sob maldição. Malaquias 3:8-12 -  "Vós sois amaldiçoados porque a mim me roubais".
O dízimo é uma instituição milenar de Deus para ser bênção na vida dos seus servos. O velho patriarca Abraão foi fiel na entrega do dízimo de tudo o que Deus lhe havia dado (Gên. 14:20). Jacó foi outro líder consagrado que prometeu a Deus lhe dar o dízimo de tudo quanto o Senhor lhe concedera. Gên. 2:6. Citamos ainda o grande legislador hebreu, Moisés, que por ordem do próprio Deus, ordenou ao povo que desse as dízimas da terra, tanto do grão do campo do fruto das árvores, também do gado do rebanho- Lev. 27:30-34.
O profeta Malaquias é bastante enfático nessa questão do dízimo, que chega a dizer que o povo roubava a Deus nos dízimos e nas ofertas; e por isso seriam amaldiçoados. Recomenda então: "Trazei todos os dízimos à Casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e provai-me nisto, diz o Senhor dos exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós bênçãos sem medida. Por vossa causa repreenderei o devorador, para que não vos comam os frutos da terra; a vossa vide no campo não será estéril, diz o Senhor dos exércitos. Todas as nações vos chamarão felizes, porque vós sereis uma terra deleitosa diz o Senhor dos Exércitos" - Mal. 3:8-12.
Agora, pulamos para o Novo Testamento e vamos nos defrontar com o Senhor Jesus, fazendo uma forte defesa a favor do Dízimo. Adverte o Senhor que devemos praticar a justiça, a misericórdia e a fé sem omitirmos a prática do Dízimo (Mat. 23:23).
Quando alguém é infiel no Dízimo, Deus permite que o devorador toque nos seus bens, nas suas finanças, no seu carro, na sua casa, na sua moto, e às vezes até no seu emprego. Como no caso da Santa Ceia: Quem dela participar indignamente é considerado réu do corpo e do sangue do Senhor. Por isso há entre vós muitos fracos e doentes e não poucos que dormem (I Co. 11:27-30). Por isso que há muitos passando necessidades, sem emprego, tristes e derrotados. É o devorador que está assolando a sua casa.
Meu querido irmão, não permita que isto aconteça com você. Adore a Deus com os seus bens.
No amor de Cristo.
Amém!?

Jorge Marques
Pastor da IEC - Alcântara/RJ

Projeto Toledânia