Mensagens

UM POUCO SOBRE A 1ª IGREJA PRESBITERIANA INDEPENDENTE DE SANTO ANDRé

UM POUCO SOBRE A 1ª IGREJA PRESBITERIANA INDEPENDENTE DE SANTO ANDRé

Escrito por Marisa Bezerra | 09/11/2016

Completar mais um ano de vida é sempre uma dádiva, uma bênção de Deus. Chegar à "melhor idade" vivendo o presente, relembrando com saudade as boas coisas do passado é, certamente, manter viva em nós as experiências acumuladas e passar às novas gerações aquilo que foi aprendido e experimentado, a fé que nos conduz ao Pai, as belezas do amor de Cristo por nós, para servir como norte para suas vidas.

A 1ª IPI de Santo André chegou à "melhor idade". Desde a sua organização em 22.02.1942, a 1ª IPISA, antes IPI de Santo André, tem vivenciado das maravilhas do Senhor Jesus. Homens, mulheres, jovens e crianças "botaram a mão na massa", literalmente, e, juntos construíram o templo que hoje nos abriga nos momentos de cultos e em tantas outras atividades eclesiásticas e de comunhão entre os irmãos.

Muitos dos irmãos que fazem parte da história da 1ª IPISA já não estão mais conosco, mas, deixaram gravados em fotos tiradas na época da construção do templo, a alegria, o entusiasmo, a disposição, o objetivo comum que os unia: edificar o templo da Primeira Igreja Presbiteriana Independente no ABC, desde então em seu atual endereço. A SAS - Sociedade Auxiliadora de Senhoras, os Varonis, a UMPI - reuniam, cada qual, respectivamente, as senhoras, os senhores e a mocidade, em atividades leigas, que muito contribuíram para a expansão do evangelho aqui na região.

Muitos foram os pastores que por aqui passaram. Muitos foram aqueles anônimos que não mediram esforços para trabalhar na Obra do Senhor. Há muitos anos, portanto, iniciava-se a história da 1ª IPISA e da Igreja Presbiteriana Independente na região do ABC, que abriga várias cidades da Grande São Paulo.

É verdade que nem tudo foi "mar de flores", muitas provações vieram, mas foram vencidas com a ajuda do Senhor Jesus. Hoje, com tantos recursos tecnológicos à disposição, nem se pode imaginar como era no passado, quando não havia mesa de som, variados instrumentos musicais, etc.
Não se pode imaginar como era vir à igreja enfrentando a poeira em dias de sol quente e lama em dias de chuva. Pode-se imaginar como era ter o templo lotado durante a Escola Dominical e hoje já não é assim. Em épocas em que a televisão ainda não havia ganhado o espaço das salas das residências, os cultos familiares, as reuniões de oração tinham muita participação.

Ao celebrarmos mais um ano de organização, temos muito a pedir ao Senhor, mas muito mais para agradecer a Deus por tudo que Ele nos proporciona, pelas bênçãos derramadas sem medida, pelos muitos irmãos e irmãs que puderam ter contato com a Palavra restauradora do Senhor, pela contribuição de muitos irmãos e irmãs que permitem a continuidade do trabalho do MASD - Ministério de Ação Social e Diaconia, pela efetiva participação dos irmãos e irmãs que, no passado, tiverem a preocupação de construir um Templo, uma Casa de Oração para abrigar todos aqueles que para cá vierem adorar ao único Deus criador de todas as coisas.

Que saibamos deixar às nossas crianças, àqueles que agora se juntam a nós e aos que virão no futuro, o legado do amor de Cristo, puro, sincero, verdadeiro, edificante, ajudador, sem interesses pessoais ou particulares, preocupados em servir a Deus e, assim, a 1ª IPISA possa ser como a Igreja Primitiva descrita em Atos 2.42-47, especialmente: "Diariamente perseveravam unânimes no templo, partiam pão de casa em casa, e tomavam as suas refeições com alegria e singeleza de coração, louvando a Deus, e contando com a simpatia de todo o povo. Enquanto isso, acrescentava-lhes o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos".

Proclamemos: "Ebenézer, até aqui nos ajudou o Senhor".

Marisa Bezerra
Secretária de Comunicação da 1ª Igreja Presbiteriana Independente de Santo André

Projeto Toledânia